quarta-feira, 17 de maio de 2017

Cadastro

UNECOB TRABALHA PARA ENTREGAR DOCUMENTOS DAS CASAS DO CAMPO VERDE 
Desde a entrega das unidades habitacionais construídas em 2008, que os beneficiários aguardam a documentação definitiva e só agora recebeu o sinal para viabilizar toda as escrituras. 
O governo do estado através da Secretaria de Habitação terá em mãos todo o levantamento do quadro atual, onde 80%  já não são mais os proprietários inscritos no programa e a maioria que vive no local deseja que o documento chegue as suas mãos. 
A UNECOB delegou equipe cadastrando um a um, e assim, entender a sua realidade. 
A finalização desses serviços vem demorando por conta do estado que não deu celeridade ao desmembramento dos lotes. O terreno foi desapropriado e permanece em nome do estado, por isso, se faz necessário que haja ação da secretaria. 
Em comum acordo em reunião foi acertado uma taxa de arrecadação que passa por boleto da caixa que vai de 20 a 50 reais dependendo  da situação. A maioria não tem respaldo  de sua aquisição do imóvel e dai a entidade procura viabilizar obtendo gastos e despesas que serão acobertadas por essa taxa. 

Segurança

AGENCIAS CONTINUAM FECHADAS ALEGANDO FALTA DE SEGURANÇA 
A formação do CONSEG - Conselho Municipal de Segurança ainda não teve exito e nem deu respostas a população que tanto espera um sinal positivo em prol da melhoria da segurança no municio,
A agencia do Banco do Brasil que se limitou em apenas nos serviços burocráticos sem qualquer movimentação financeira a qual tem sido difícil para os comerciantes que não veem o dinheiro circular na cidade e consequentemente caem as receitas e o comercio pára.
O Conselho aguarda a prefeita Lúcia Nascimento(PR), que até agora nada fez para ajudar ao policiamento. Já da parte do estado é aguardada  a ampliação do efetivo.  Enquanto isso,  as pessoas se manifestam estarrecidas com a onda de violência crescente e os assaltos a luz do dia.

AUDIÊNCIA PUBLICA EM NATAL 
Uma comitiva de vereadores viajou até a capital onde participaram na Assembleia Legislativa de una audiência publica com intuito de sensibilizarem as autoridades em relação a Baraúna. O presidente da Câmara chegou a usar a tribuna e discorreu em nomes dos demais presentes e falou da preocupação e do quadro que impera coma violência. 
A agencia do Banco do Brasil resiste em não funcionar com a parte financeira atribuindo a situação que nada mudou para garantir o bom funcionamento da agencia. Enquanto isso, o cidadão tem recorrer a Mossoró e por lá já aproveitar e fazer suas compras, deixando de circular a economia .

Últimas postagens

 

Follow by Email