segunda-feira, 27 de abril de 2015

Risco

Municípios sem portal da transparência podem ficar sem repasses voluntários

mapa mp
Levantamento sobre portais da transparência foi detalhado pelo Ministério Público Estadual e Federal, Tribunal de Contas da União e Controladoria Geral da União em coletiva à imprensa, nesta segunda-feira (27), na sede da Procuradoria Geral de Justiça, em Natal. Cinquenta e quatro municípios do Rio Grande do Norte ainda não têm Portal da Transparência. Além disso, 115 dos Executivos municipais potiguares não divulgaram nenhum dado financeiro do ano de 2015, em afronta à legislação.  Essas prefeituras poderão sofrer a suspensão dos repasses de recursos provenientes de convênios do Estado e da União.
A sanção é uma das medidas previstas para os municípios irregulares com as exigências da Lei de Acesso à Informação (Lei n ° 12.527/11), e a Lei da Responsabilidade Fiscal, que visam a maximizar a transparência pública, e trouxeram conceitos e exigências quanto aos pedidos de informações, além de enfatizar normas para a transparência por intermédio dos portais da transparência. Dos 167 municípios do Rio Grande do Norte, 65% (113) possuem Portal da Transparência, mas apenas 31% (52) estão com algum dado de 2015 em seus sítios eletrônicos.

Faço parte dessa luta!

A ESTRADA DO CAJUEIRO É DE TODOS NÓS, EMPRESÁRIOS E POLÍTICOS 

Por Maurílio Santos
Há alguns dias, a Estrada do Cajueiro foi notícia nacional no “Bom dia RN”. O projeto de construção, a luta, os percalços e histórias que existem por trás da Estrada do Cajueiro, dariam uma grande novela ou um longa-metragem talvez mais extenso do que os 80,4 km que compõe aquela rodovia.
Vamos começar resgatando décadas remotas que governadores potiguares do calibre de Cortez Pereira, Tarcisio Maia e Wilma de Faria, que faria e não fez, prometeram construir essa famosa BR e através desse discurso receberam com certeza alguns votos nos calorosos corpo a corpos das décadas de 70, 80 e 90.
Chegando mais pra perto dos dias de hoje, lembro da promessa da ex governadora Rosalba Ciarlini, quando após alguns meses de seu mandato disse-me à queima-roupa; “Vou asfaltar aquela rodovia, sou sensível aos problemas do povo que mora em suas proximidades, conheço as dificuldades de quem precisa daquela estrada. Até o término do meu mandato, farei isso” .
Entreguei-lhe um documento em nome do Conselho Fraterno reivindicando a construção da BR, e solicitando uma audiência para debatermos o assunto, esse documento era em nome do Conselho Fraterno e da Comissão pela Construção da Estrada do Cajueiro. Até hoje, não recebemos nem uma linha como resposta.
Essa e outras histórias de gestores e legisladores que já prometeram realizar a construção da Estrada do Cajueiro, eu tenho um monte, acredito que o ex vereador de Baraúna Édson Barbosa deve ter um feche e o Advogado Junior Heronildes milhares delas também.
Adianto só uma coisa: estamos nessa luta oficializada desde o ano de 2010, onde de lá pra cá, tivemos contatos com os mais renomados representantes do poder público, tanto potiguar quanto alencarino. Durante conversas, visitas, debates, audiências públicas, contatos por telefones, e-mail etc…, as promessas dos políticos não poderiam estar fora do debate, a gente entende que são necessárias pois ninguém pode construir algo negando.
Entretanto há um questão que sempre achei relevante e não consigo entender, onde está escondida a viabilidade que enterrou a importância de tão grande obra para que a iniciativa privada não queira abraçar essa luta? Onde estão Os CDLs das cidades de Mossoró, Baraúna, Tabuleiro do Norte, Limoeiro do Norte, Apodi, São Jão do Jaguaribe, enfim de toda a chapada do Apodi e Vale Jaguaribano que não estão conosco apoiando essa grande luta?
As grandes empresas do agronegócio que por muito tempo estão instaladas as margens da Estrada do Cajueiro, nunca se pronunciaram em favor de sua construção.
Podemos estar enganados com relação a isso. Falamos baseado no último grande debate que houve sobre o assunto na Câmara Municipal de Baraúna. Dos muitos convocados e avisados para o evento, não compareceu nenhuma das empresas que fazem parte desse conjunto, dentre elas foram avisadas: Mizu, Del mont, Agrícola, Carbomil, entre outras.
Tomara que nos bastidores esses grandes representantes da economia local estejam envolvidos nesse processo da nossa luta, no entanto a essa altura em que vivemos um avanço onde nunca havíamos chegado, é importante que todas as possibilidades e notícias positivas, venham a público já que a parte licitatória do lado do Rio Grande do Norte está finalizada.
Seria interessante sabermos como anda essa fase burocrática no lado Cearense.
Outro fator que também temos a nosso favor, com relação à conjuntura política: há uma boa renovação no Congresso já que durante todo esse tempo de nossa caminhada, os velhos de Brasília que estiveram no comando não abraçaram a luta como deveriam (salvo algumas exceções).
Quem sabe o novo sangue de parlamentares atuais, possa fazer diferente e lutar pelos recursos da obra, colocá-los à disposição para que a empresa pelo menos o lado potiguar, inicie a construção da BR 437.
Seria interessante que nosso apelo chegasse até às bancadas de nossos estados, tanto na parte da câmara como no Senado para que ambos se prenunciassem a favor de causa. Acompanho quase que diariamente os trabalhos naquelas casas legislativas e não vejo nenhum parlamentar usar a tribuna pra falar sobre a Estrada do Cajueiro.
Outra grande diferença em relação a luta nos dois lados, é que os gestores do Rio Grande do Norte, governadores/as de uns certos anos até os dias atuais, todos prometeram empenho na construção da BR 437, no entanto com relação a esforços para correr atrás dessa causa, todos falharam e costumamos dizer que essa rodovia os colocou no ridículo muitas vezes. Até hoje ainda não sabemos o posicionamento do Governo atual do RN sobre a Estrada do Cajueiro.
Os governadores cearenses parece que são alheios à causa, ou trabalham de forma bem discreta nessa questão. Não ouvimos comentários relativos a promessas sobre a pavimentação dessa estrada, porém queremos aqui reforçar o chamado a todos e todas que acreditam que Estrada do Cajueiro pavimentada.
Ela trará grandes melhorias  população da Chapada do Apodi e do Vale do Jaguaribe.
Para reforçar nossa luta, agora sabemos que do lado do Rio Grande do Norte aconteceu um avanço significativo. Já temos a processo licitatório pronto, já sabemos qual a empresa vencedora, aguardamos os recursos para instalação do canteiro de obras.
Acreditamos que o pessoal do Ceará também vem trabalhando no sentido de conclusão do Projeto dos 48 km da parte do nosso estado vizinho.
Nosso comentário é só pra reforçar que estamos acompanhando o processo, que a luta está viva, e convidar em especial as empresas e indústrias as margens da Estrada do Cajueiro a se engajarem nessa caminhada, reforçando o chamado aos gestores e legisladores do poder público do Rio Grande do Norte e Ceará para que apoiem nossa causa.
A construção da BR 437 – Estrada do Cajueiro, é uma luta de todoS!
Maurílio Santos é cantor/compositor/músico e integrante do Conselho das Comunidades do Jucuri
Categoria(s): Artigo

terça-feira, 21 de abril de 2015

Alerta!

Protejam nossa saúde, parem a Monsanto
Os maiores cientistas do mundo lançaram um alerta: o herbicida mais utilizado no planeta provavelmente causa câncer! A Monsanto, produtora do herbicida, está exigindo que a Organização Mundial de Saúde (OMS) volte atrás sobre o alerta e, segundo especialistas, a única maneira de garantir que a ciência não seja ignorada é com pressão popular por ações imediatas das autoridades. 

O sistema que regula agrotóxicos é conhecido por ser sigiloso e influenciado pela indústria de produtos agroquímicos, mas temos um momento único para agir: o uso do herbicida "glifosato" está sendo reavaliado no Brasil, e há processos semelhantes em andamento nos Estados Unidos, Canadá e Europa. Na Holanda, Sri Lanka e El Salvador, os reguladores já pensam até em proibir o produto. 

A ameaça é clara: este veneno é usado em nossos alimentos, campos, áreas de lazer e ruas. Vamos suspendê-lo. Assine a petição urgente e espalhe a notícia.

sábado, 18 de abril de 2015

Moisés é o cara!



WHEELING  CADA DIA GANHA ADEPTOS NA PRÁTICA DESSE ESPORTE EM BARAÚNA

 

Há mais de cinco anos que o esporte sobre rodas vem conquistando espaço nestas cercanias. E a insistência e a luta vem do jovem baraunense, Moisés Riffane que mesmo sem apoio persiste em dar vida e ganhar novos  praticantes dessa modalidade por aqui. 
Moisés tem sido uma referencia por onde passa nas competições, ele a cada instante surporeende com sua habilidade e ousadia. 
Determinado e as vezes discriminado pelos que se dizem responsáveis pelo o esporte do município, mesmo assim, o  jovem não desiste de seus sonhos e espera um dia contar com um maior apoio e incentivo das autoridades locais. 


O Wheeling também conhecido como wheelie ou stunters é um esporte radical praticado com motocicletas, consiste em realizar manobras em que cuja força e equilíbrio são exigidos ao máximo pelos praticantes.
O termo wheelie é norte-americano e quer dizer empinar, porém no Brasil usa-se para designar o esporte como um todo.
Surgiu na década de 1970 quando o californiano Doug Domokos descobriu que podia empinar a moto, controlando apenas com o freio traseiro da motocicleta, e passou a fazer exibições de suas habilidades.
Desde então, Domokos conquistou fama mundial e ficou conhecido como The Wheelie King, ou seja, o Rei do Wheeling. No Brasil essa modalidade tem crescido e conquistado um público cativo.

DESCRIÇÃO

Não se tem certeza de quem foram os primeiros praticantes de wheeling no Brasil, mas de qualquer forma tornou-se notório somente na década de 1990. As autoridades ainda tratam como vandalismo quando praticado em lugares não destinados para essa finalidade.
Há falta de apoio por parte de patrocinadores fazendo com que o esporte ainda não consiga a devida notoriedade entre os esportes radicais. A maioria dos pilotos quando atingem certo nível vão para outros países da América do Norte e Europa. Lá encontram apoio por parte de patrocinadores e locais destinados para a prática desse esporte que exige espaço e asfalto de qualidade com medidas de 80 m de comprimento por 25 de largura.

Santo Expedito

DOMINGO ACONTECERÁ MAIS UMA EDIÇÃO DA FESTA RELIGIOSA 
A paróquia de Nossa Senhora das Graças de Baraúna ultima preparativos para a tradicional festa de Santo Expedito, que ocorre anualmente na comunidade de Vertentes, divisa de Mossoró com o Município. 
A concentração está marcada para as 2h00 da manhã deste domingo, dia 19,  com a saída prevista para as 03h00, em frente a praça da Matriz. 
Os fieis devotos de Santo Expedito saem de Mossoró e Baraúna simultaneamente direto para a igreja em vertentes e lá se encontram para celebração de missa campal as 07h00 da manhã, sendo que a segunda celebração ocorre as 09h00 sob o comando do vigário paroquial, Padre José Milton. 
São cerca de 12 km percorridos a pé em plena madrugada, já por Mossoró são mais de 32 km e tudo em nome da fé e da religiosidade.  
A festa reúne fieis de toda região e este ano deve contar com mais de 2.000 pessoas. O evento já se tornou marca no turismo religioso da região.

Dia 19 de Abril
História: Santo Expedito foi martirizado na Armênia, no século II. Ele era militar, foi decapitado no dia 19 de abril de 303, sob o imperador Dioclesiano, que subira ao trono de Roma em 284.
Levava uma vida devassa; mas um dia, tocado pela graça de Deus, vendo uma grande luz, tudo mudou em sua vida. Foi então que lhe apareceu o Espírito do mal, em forma de corvo, e lhe segredou “cras….! cras….! cras….!” palavra latina que quer dizer: “Amanhã…! amanhã…! amanhã…!, isto é – Deixe para amanhã! Não tenha pressa! Adie sua conversão!”.
Mas Santo Expedito, pisoteando o corvo, esmagou-o, gritando: HODIE! Quer dizer: HOJE! Nada de protelações! É pra já!” É por isto que o Santo Expedito é invocado nos casos que exige solução imediata, nos negócios em que qualquer demora poderia causar prejuízo. No Brasil, sobretudo, Santo
Expedito é invocado nos negócios, o santo da “ultima hora”, num sim, sem adiamentos.Origem histórica: Mártir de Metilene, é pouco conhecido dos historiadores, mas sua existência é certa. Santo Expedito, segundo a tradição, era armênio, não se conhecendo o lugar de seu nascimento, mas parece provável que seja Metilene, localidade onde sofreu seu martírio. A Armênia é uma região da Ásia Ocidental, situada ao Sul do Cálcaso, entre o Mar Negro e o Mar Cáspio, nas margens dos Rios Tigre e Eufrates.
Oração do Santo Expedito:
 Meu Santo Expedito, das causas justas e urgentes, interceda por mim junto ao Nosso Senhor Jesus Cristo. Socorra-me nesta hora de aflição e desespero, meu Santo Expedito, Vós que sois um Santo guerreiro, Vós que sois o Santo dos aflitos, Vós que sois o Santos dos desesperados, Vós que sois o Santo das causas Urgentes, proteja-me; ajudam-me; dai-me forças, coragem e serenidade. Atendei ao meu pedido (faça o seu pedido) Meu Santo Expedito! Ajuda-me a superar estas horas difíceis, proteja-me de todos que possam me prejudicar. Proteja minha família, atenda ao meu pedido com urgência, devolvendo-me a paz e a tranqüilidade, ó meu Santo Expedito, vos serei grato pelo resto de minha Vida e levarei seu nome a todos que têm fé.
Devoção:  À palavra do Evangelho pregada e vivida
Padroeiro: Das causas urgentes

Por Carlos Santos

Com 27 mil habitantes e sete homicídios este ano, Baraúna é considerada, proporcionalmente, a terceira cidade mais violenta do Rio Grade do Norte, em 2015. A posição geográfica, com rota de fugas para Chapada do Apodi e Vale do Jaguaribe, e a zona rural ampla (22 assentamentos e 54 localidades) favorecem criminalidade.

reunião envolveu setores preocupados com violência (Foto: CMB)
Em reunião nessa quinta-feira (16), na Câmara Municipal de Baraúna, a Polícia Militar e a Polícia Civil garantiram continuidade do reforço policial na cidade. O anúncio foi feito pelo comandante do Policiamento do Interior (CPI), tenente-coronel Túlio César, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM), major Humberto Pimenta, e titular da 2ª Delegacia Regional (2ª DRP), delegado Denys Carvalho.
Além de continuar a Operação Saturação, com reforço de seis PMs, dois policiais civis e viaturas, o comando do Policiamento no Interior anunciou a retomada da Operação Divisa, no limite entre Baraúna e Russas (CE); patrulhamento em escolas; reforço na localidade rural Juremal; combate a furtos de animais e outras medidas.
A Polícia Civil garantiu manter o delegado Cícero Antônio dos Santos em Baraúna; reforçar efetivo local com, no mínimo, quatro agentes; intensificar busca e apreensões contra tráfico de drogas; envio de nova viatura; acelerar inquéritos policiais; aumentar interação entre sociedade e o setor de inteligência da corporação.
Articulação
A reunião que anunciou as medidas foi articulada pela Câmara e contou com os 11 vereadores de Baraúna: Deivid Simão (presidente), Flavio Matias, Ailton Lopes, Ruberlândio Queiroz, Joãozinho, Tértulo Alves, Gisele Romão, Fátima Quirino, Divanise Oliveira, Adauto Bezerra e Maninho.
Também participaram o secretário municipal de Administração, Rosan Soares, representando a prefeita Luciana Oliveira (com problemas de saúde); presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Diego Braga, e o comandante do destacamento militar de Baraúna, tenente Luiz Almeida.
Encaminhamentos
Além das ações concretas, a reunião encaminhou outras medidas: instalação de barreira permanente em Baraúna, na divisa entre Rio Grande do Norte e Ceará; instalação de monitoramento por câmeras; reabertura da Base Integrada Baraúna Segura (BIBS); envio de novas viaturas, mais equipamentos e policiais.
“Queremos agradecer a deferência dos comandantes e do delegado de vir a Baraúna e discutir conosco melhorias para a segurança pública”, elogiou o presidente Deivid Simão. “A nossa postura é de unir ainda mais as forças de segurança à sociedade civil organizada para vencermos a criminalidade”, diz o coronel Túlio César.
Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara de Baraúna.

Agora sim!

Henrique Alves assume Turismo e vai ajudar a Temer na articulação política

Ex-deputado foi empossado por Dilma nesta quinta, no Palácio do Planalto

O ex-deputado federal  Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) assumiu nesta quinta-feira (16) o Ministério do Turismo, em cerimônia no Palácio do Planalto. Após a posse, ele afirmou que ajudará o vice-presidente da República, Michel Temer, na articulação política do governo.

_ Minha tarefa é fazer do turismo cada vez mais uma agenda econômica, social e política. Minha tarefa principal é esta. […] Agora, logicamente – até [em razão] das minhas relações com Michel [Temer] –, também será ajudar nesta tarefa de articulação política, que é importante não apenas para o governo, mas também para o Brasil, com maturidade e responsabilidade para que esse país atravesse esta crise, que será passageira_, disse.

Perguntando se “entrará em campo” para atuar na articulação política do governo, o ex-presidente da Câmara respondeu: “Entrarei sim, com chuteira, calção e tudo”.

Após a cerimônia, Henrique Alves disse também “torcer” para que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), “continue com o êxito que está tendo” à frente da Casa.

O novo Henrique afirmou que fará “o que puder” para ajudar Cunha e o PMDB. 

Sobre a legenda ser a “força estabilizadora” do governo, Henrique Alves declarou que o partido sempre teve este papel e se comportar desta maneira “o torna o maior partido do Brasil”.

terça-feira, 7 de abril de 2015

Impasse

PROFESSORES EM PÉ DE GUERRA COM A PREFEITURA 
Professores e funcionários de plantão na prefeitura a espera de uma resposta

Nunca se viu tanta manifestação e mobilizações como se ver hoje em Baraúna. Há uma inquietação  constante na esfera municipal que cabe uma reflexão mais aguçada.
Movimentos questionam uma série de problemas: Funcionalismo, magistério, segurança e Comerciantes. 
No tocante ao quadro funcional a maior parte dos servidores se vêem no direito de garantia profissional aprovando o Plano de Cargos e Salários, onde possa contemplar os servidores da saúde e demais membros da administração.
Já o Magistério vem anualmente  sustentando o plano Nacional do FUNDEB,  e que a cada anuncio de um novo piso todos  querem sua imediata aplicação. 
Este ano foi assegurado um reajuste de 13,01%, no entanto, até aqui os professores não foram agraciados nesta ordem.
Contudo, sabe-se que o SINDSERB, Sindicato dos Servidores Municipais de Baraúna, vem tentando através de seu presidente, Lairton Viana, um dialogo que possa nortear uma ampla conversa  neste sentido. 
A prefeitura enfatizou que tem obedecido criteriosamente todos os beneficios com a classe, e que o ultimo plano aprovado foi além do que se podia dar. A secretaria de Administração  assegura que a prefeitura no momento tem dificuldades de cumprir fora  da margem prudencial. 
Na alegativa da prefeita Antonia Luciana(PMDB), a folha ultrapassa os limites impostos na Lei, onde deveria custear com a folha no máximo 54% dos recursos, e alega que paga 62%, fugindo totalmente da regra.
Para os servidores a parada de greve se dar por não se ter uma conversa firme e de razão que assegure tamanha desproporção. Os dados não chegam as nossas mãos, adverte uma professora. 
Sem respostas ou decisões concretas o jeito é a greve, lembra Lairton. 

domingo, 5 de abril de 2015

Blog do Carlos Santos

Ex-reitor da Universidade do Estado do RN (UERN), o professor Walter Fonseca assumiu a presidência do PV em Mossoró.
Mas vai logo avisando: “Vou cumprir uma missão e tenho um tempo para concluí-la”.
Segundo Fonseca, sua tarefa é reorganizar o PV para esse período de indefinições de regras eleitorais, até as convenções partidárias do próximo ano.
Recebeu “carta branca” para esse fim, do comando estadual.
Então, tá.

Sem escola

CAMPESTRE VIVE UM IMPASSE POR FALTA DE DIÁLOGO 
Expedito Bolão, 95 anos, triste com a prefeitura

A comunidade de Campestre vive um problema inusitado em toda sua história, simplesmente por falta de um dialogo entre a prefeitura e um dos moradores mais ilustres daquela localidade. 
A prefeita Luciana Oliveira (PMDB), não atentou para um pequeno detalhe e nem tampouco ouviu o que poderia ter sido melhor para ambas as partes.  Pois bem, ao fazer doação de um terreno para uma Igreja Evangélica  e  atender requerimento de um vereador, acabou criando um dissabor com o seu Expedito Bolão, ex-vereador e uma das figuras respeitadas que ao longo de seus 95 anos merecia sua atenção. 
Antes de dar inicio a obra da construção da Igreja sou testemunha de que o presidente da Comunidade juntamente com seu Expedito procuraram a prefeita a fim de que ela relocasse um outro terreno, tendo em vista que o local doado acabou fechando sua rua e seu acesso. A principio Luciana se surpreendeu por não saber do local e do impasse, mas ficou de resolver e não resolveu. 
O fato  é que a escola e o poço que serve a comunidade foram doados pelo o senhor Expedito, e por todo esse tempo nunca fez questão daquele terreno que fica a escola, colado a sua casa, se vendo sem atenção acabou alertando da situação e que para a prefeitura não era interessante tal posição.
Nesse imbróglio todo o presidente disse surpreendido com a secretaria de Educação que acabou preferindo migrar os 15 alunos para a unidade de um posto de saúde abandonado, recusando o dialogo. 
A escola ficou isolada é um bem que desde o governo de José Bezerra que funcionava naquele setor  foi deixada para trás, uma represália para não ceder a conversa. 
Hoje a Igreja está sendo edificada, e não cabe questionar o seu direito, e seu Expedito alerta que nada tem contrário, mas pensava que houvesse um minimo de respeito a esse velho que mora em Baraúna e gosta do povo e sempre ajudou na construção desse município.

Últimas postagens

 

Follow by Email