segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Em crise

MAIS UM EPISÓDIO DE CASSAÇÃO NO MUNICÍPIO DE BARAÚNA


Desde de 2013 que Baraúna paga um alto preço para manter uma administração que possa nortear e conduzir o município. Não tem sido fácil aceitar tanta instabilidade e alternância do poder, a cada episódio de cassação uma nova estória nas paginas politicas da região.
Deve ser a 13ª decisão judicial pelo TRE - Tribunal Regional Eleitoral que acaba afetando o desenvolvimento e trazendo transtornos a população, essa peleja parece não ter fim...
Mais uma cassação anunciada na sexta feira, 12, foi um presente de Natal que desagradou todo meio politico que fica sem saber a direção em que vai parar o município. 
O pior que desta feita, ocorreu  um fato inédito caso a publicação seja publicada hoje e se o Pleno encrespar e julgar os embargos até o final desta semana, pois, novamente o atual presidente da Camara deva assumir a prefeitura e ai Tértulo Alves(PMN), remanejará toda equipe, coisa natural de quem assume e até o dia 31, se a prefeita Luciana Oliveira(PMDB), não consegui mais uma liminar,  dia 1, é  a vez de Deivid Simão(PDT), assumir e mudar tudo outra vez, nem que seja por mais quinze dias. 
Caso se configure essa situação, Baraúna será a cidade que irá para guines Book, como a prefeitura mais chafurdada da história desse Brasil, passando por 15 gestões. 
Não sei o que passa na cabeça dos executores da Lei, e em que isso contribui? O povo votou num candidato, foi afastado e depois passou por quem não votou e acaba hoje no segundo colocado e em sequência desordenada e sem garantia para o futuro.
A culpa não é de quem votou, é da Lei que tem várias interpretações e que as vezes afronta a vontade da maioria e ainda destroça o desejo de quem pensa e quer fazer alguma coisa e não consegue, o tempo voa e cheio de incertezas ele esbarra na burocracia e ai, o povo paga o preço do desserviço.
Não era esse presente que a população esperava neste Natal, e sim, que 2015 pudesse ajudar a mudar a cabeça das autoridades e pudéssemos assistir uma verdadeira mudança e uma gestão que desse respostas a tantas amarguras e descrédito impetradas no poder. 

Nenhum comentário:

Últimas postagens

 

Follow by Email