sábado, 18 de abril de 2015

Por Carlos Santos

Com 27 mil habitantes e sete homicídios este ano, Baraúna é considerada, proporcionalmente, a terceira cidade mais violenta do Rio Grade do Norte, em 2015. A posição geográfica, com rota de fugas para Chapada do Apodi e Vale do Jaguaribe, e a zona rural ampla (22 assentamentos e 54 localidades) favorecem criminalidade.

reunião envolveu setores preocupados com violência (Foto: CMB)
Em reunião nessa quinta-feira (16), na Câmara Municipal de Baraúna, a Polícia Militar e a Polícia Civil garantiram continuidade do reforço policial na cidade. O anúncio foi feito pelo comandante do Policiamento do Interior (CPI), tenente-coronel Túlio César, comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar (2º BPM), major Humberto Pimenta, e titular da 2ª Delegacia Regional (2ª DRP), delegado Denys Carvalho.
Além de continuar a Operação Saturação, com reforço de seis PMs, dois policiais civis e viaturas, o comando do Policiamento no Interior anunciou a retomada da Operação Divisa, no limite entre Baraúna e Russas (CE); patrulhamento em escolas; reforço na localidade rural Juremal; combate a furtos de animais e outras medidas.
A Polícia Civil garantiu manter o delegado Cícero Antônio dos Santos em Baraúna; reforçar efetivo local com, no mínimo, quatro agentes; intensificar busca e apreensões contra tráfico de drogas; envio de nova viatura; acelerar inquéritos policiais; aumentar interação entre sociedade e o setor de inteligência da corporação.
Articulação
A reunião que anunciou as medidas foi articulada pela Câmara e contou com os 11 vereadores de Baraúna: Deivid Simão (presidente), Flavio Matias, Ailton Lopes, Ruberlândio Queiroz, Joãozinho, Tértulo Alves, Gisele Romão, Fátima Quirino, Divanise Oliveira, Adauto Bezerra e Maninho.
Também participaram o secretário municipal de Administração, Rosan Soares, representando a prefeita Luciana Oliveira (com problemas de saúde); presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Diego Braga, e o comandante do destacamento militar de Baraúna, tenente Luiz Almeida.
Encaminhamentos
Além das ações concretas, a reunião encaminhou outras medidas: instalação de barreira permanente em Baraúna, na divisa entre Rio Grande do Norte e Ceará; instalação de monitoramento por câmeras; reabertura da Base Integrada Baraúna Segura (BIBS); envio de novas viaturas, mais equipamentos e policiais.
“Queremos agradecer a deferência dos comandantes e do delegado de vir a Baraúna e discutir conosco melhorias para a segurança pública”, elogiou o presidente Deivid Simão. “A nossa postura é de unir ainda mais as forças de segurança à sociedade civil organizada para vencermos a criminalidade”, diz o coronel Túlio César.
Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara de Baraúna.

Nenhum comentário:

Últimas postagens

 

Follow by Email