quinta-feira, 21 de março de 2013

Reajuste

VEREADORES aprovam reajuste de PROFESSORES
A Câmara de vereadores ao receber o novo projeto de reajuste concedido pelo o poder executivo municipal, tratou logo de por em pauta e votarem a matéria. O PLC nº 002/2013 suprimiu o famigerado artigo 3º, que tratava de absorver professores não concursados que ao logo dos anos atuam dada a condição e capacitação adquerida, no entanto, o desvio de função não lhe dão o direito em serem efetivados como tal. E essa observação da oposição foi o "X" da questão, causou intempestivamente mal informação e até desgastes aos vereadores... 
O pedido de vistas do vereador Deivid Simão freou o projeto e assim, o prefeito Isoares Martins(PR), acabou desconfortável na situação, pois, absorver a categoria de funcionários que serve ao magistério, foi um dos compromissos assumidos em campanha. 
O projeto retornou com o artigo suprimido e não deu outra, todo os edis aprovaram sem pestanejar. 
O presidente Tertulo Alves(PMN), se diz satisfeito e que não tentem colocar os servidores contra os vereadores, pois a intenção do Legislativo é votar no que é certo e bom pra a população,  jamais a casa do povo será contra ele. 

DISTOANTE 
Os vereadores na hora da votação foram pegos de surpresa quando foram informados de que o Prefeito Isoares Martins, havia publicado um decreto determinando apenas 7,9%, segundo sua assessoria uma forma de garantir o reajuste sem aprovação dos vereadores. 
Ao encurtar o caminho, acabou gerando desconfiança de todos, já que a havia em trâmite a matéria diferente do que estava publicado no diário da FEMURN no dia de ontem.

CONDUÇÃO DOS TRABALHOS 
O presidente Tertinho manteve a ordem, acabou conduzindo os trabalhos de forma pacifica e muito diferente da sessão anterior onde houve ensaio para confundir a classe de professores presentes ao plenário. 
Na pauta foi priorizado o que muitos defendiam, aprovação do reajuste, tanto que o vereador Ruberlandio Queiroz do PT, foi enfático quando ratificou em nome da oposição o seu posicionamento coerente e firme na hora de votar. 

SERVIDORES QUE ATUAM COM DESVIO DE FUNÇÃO AO MAGISTÉRIO
Para essa categoria, a Câmara através de oficio endereçado ao secretário Marcos Antonio, solicitou a relação nominal para saber quem é quem. Ao mesmo tempo discutir com o executivo o meio legal que possa aproveitá-los sem prejuízo àqueles que servem com dedicação e estão capacitados na função. 
Tertinho e os demais colegas de bancada precisam ter em mãos tais informações para daí, tentarem uma saída para essa classe. 

MINISTÉRIO PÚBLICO 
Por sorte, o prefeito Isoares Martins, foi alertado dos seus atos e retirou duas matérias importantes, porém, contendo falhas e que de certo modo contraria a Lei. O projeto de Lei nº 001 e ainda a PLC nº 001/2013, ambos enviados pelo executivo saíram da pauta retirada pelo o prefeito que ao atentar pela derrubada da maioria optou por uma saída pela esquerda.
O Ministério Público fez solicitação das duas matérias para entender o seu teor e caso fossem aprovadas com certeza teriam que descascar um grande abacaxi pela frente. 
Essa o prefeito deve aos vereadores de oposição, que sirva de lição daqui pra frente.

Nenhum comentário:

Últimas postagens

 

Follow by Email