domingo, 10 de outubro de 2010

Rumo a 2012

CONVERSAS GIRAM EM TORNO DA SUCESSÃO DE ALDIVON
Quem pensar que o prefeito manterá todo áquele  seu povo unido, engana-se. Digo aqueles que ficaram com Iberê, forças divididas entre Sandra, João Maia, Larissa, Waltinho, Gilvan  Carlos, Chico José entre outros que se misturavam entre Aldivon e sua base. 
Pois bem, já existe uma corrente que não diria terceira força, e sim, uma via diferente que mesmo dentro do governo, ingnora a candidatura de Isoares Martins. Há um clamor enfervecente na busca de um nome que não seja dos brancos e nem dos pretos. É possivel que surjam uma VIA extremamente limpa, fora dessa roda, se mostráo firmes e querem sonhar na renovação absoluta.
Luciana por Gilson tem a empatia do povo,  todos nós sabemos disso, agora saber se as lideranças entram nesse projeto é uma outra estória, A bem da verdade é que já se levanta nos bastidores bandeiras que querem ocupar um espaço na proporcional, abrindo vagas para pelo menos três vereadores novos. Do jeito que  foi feito com Ailton Lopes em 1996, onde essa força elegeu quatro: Medeiros, Valdeci, Junior Abreu e Cícero de Dé, e por pouco quase elegeu Graça Barbosa, como quinto nome. Isso foi uma costura totalmente fora dos padrões do PMDB e PFL da época. 
Em 2008 o prefeito atual elegeu todos de sua coligação, ninguem atentou por uma costura nova. O PT e o DEM preferiram caminhar sozinhos.  Esse novo quadro pode surpreender e atrapalhar os planos das candidaturas tradicionais. Atentem bem!

FÁBIO MOURA SEM RUMO E SEM PROJETO - Embora muitos defendam que o nome do advogado deve ser uma via diferente, e por si, é uma pessoa bem relacionada, tem um histórico invejavel, é  um filho de Barauna e outras vantagens a mais, dificilmente pode ser emplacado na fila de pretendentes a uma chapa majoritária.  Fábio Moura é do DEM, sua participação nas eleições deste ano foi anêmica para o DEM. Pouco ajudou a Rosalba e a Betinho, Isolou-se totalmente, liberou seu porta-voz Tonico Moura para as hostes do PMDB com Isoares e o que sobrou foi uma votação para seu primo Gilson  Moura,  na surdina e sem alardes, como se as demais candidaturas pouco tivesse valor. 
No campo de um projeto para o municipio o ex-vereador nunca expressou qualquer sonho de construção, missão de desenvoltura ou pavimentação de um caminho sólido para uma Baraúna justa e feliz. Fabinho é mais de pegar o bonde andando... Não se dispõe a lutar e buscar uma vida nova para seu povo. Ele já está bem realizado, vive bem obrigado e  bem sucedido, quem sabe esqueceu um pouco do sofrimento das pessoas que vão aos hospitais, que precisam de médicos no dia-a-dia, professores capacitados, o social fazendo o seu papel.  Por isso, penso que seu projeto está longe do que queremos e almejamos... Se for pela boa situação financeira que tem para gastar e cooptar  lideranças e apoios, sim. Talvez na hora certa seu nome esteja em primeiro plano. Dúvido que o mesmo esteja despojado para jogar seu dinheiro numa canpanha na busca do poder, Nessa premissa, acho que precisamos analisar do ponto de vista ético, comprometido e firme com o que sonhamos para o futuro. Chega de pensar eleger alguem para enricar, esbanjar o dinheiro público e esquecer do bem coletivo. Saber quem é esse nome, eis uma grande questão a ser dissecada pela frente... aguardemos pois.

FÓRUM SOCIAL FOI ABORTADO ´Logo que o nosso pequeno grande, Claudemberg Emídio se afastou da prefeitura, todo mundo o viu como um excelente expoente em nosso meio político, Sua visão, inteligencia e capacidade abriu os olhos de muita gente, em seguida deu um freio nessa missão, retraiu um pouco e alguns amigos se foram e passaram não acreditar na sua disposição. Muito ocupado e vinculado a Gilson, acabou abortando o sonho de muita gente boa. O fórum já não tem sentido, sua condição de apoio aos poucos foi se desfazendo e agora ninguem sabe como retomar as discussões para a Baraúna do futuro. Berguinho já não é mais um nome disposto nesse projeto. O PT e o PV acreditam no seu potencial, no entanto, entndem que sua missão é ajudar a Luciana a desenvolver sua campanha em 2012. 

O PSB DE ADALBERTO - A performance de Adalbrto foi uma das mais destacadas, sozinho com a guerreira Sandra Rosado, vonseguiu manter os votos e aind juntar figuras doi bem de nossa politica, omo: José Bezerra, Júnior Abreu, Arione, Marquinhos e uma juventude aguerida que foi pouco lembrada nessa campanha. Adalberto chegou a disponibilizar seu nome para a corrida sucessória, Dado como uma boa opção. Se reaproximou da administração, canalizou espaços dentro do governo e acabou se embrenhando e o fez retroceder. No atual contexto, ha uma dúvida de sua permanencia com o governo local, ambos cinvivem muito bem, e saber se caminharão unidos é uma outra estória. O PSB era de Luciana e hoje estpa ni seu controle, para Adalberto o PSB irá apresentar nomes para a proporcional, ou seja, candidatos a vereadores. Caso continue com o prefeito, sua base servirá simplesmente e bucha para o PR e esteira para o PMDB se ficar com Isoares, claro.

LUCIANA SEM PARTIDO - Até aqui muitos duvidam se o PMDB ficará nas mãos de Gilson Professor, dos vereadores ou de Isoares. A decisão é de Henrique Alves, se dependesse de Garibaldi seria dirigido  pelo o  empresáio, dada a grande votação de Waltinho, seu filho. Luciana é o melhor nome, tem muitas chances. Só não sabemos se ela terá forças para aglutinar lideranças ao seu lado. Os partidos que correm por fora estão arredio e pensam numa alternativa diferente. Com a governadora Rosalba no poder, o DEM se restabelece e deve sonhar em concorrer ao pleito tambem. E ai, ha uma grande questão a ser desenrolada daqui para frente. Onde saberemos se foi boa a eleição de Rosalba,  ou não,  para Luciana. 

PT SE ISOLOU DA CAMPANHA, MAS, SONHA GRANDE - Binguem pode subestimar a capacidade de articulação do PT local que é formado por pessoas desatrelada do poder, cabeças pensantes e de projetos sérios para o municipio.O isolamento do partido se deu pela má  condução da campanha de Iberê que esqueceu dos valorosos companheiros, se valendo da máquina de Aldivon, que pouco rendeu para a majoritária.  Ruberlanio e Lisboa fazem parte de uma estratégia nova e acreditam que  há como trilhar um novo caminho na politica local.

PREFEITO CONTA COM POUCOS PARTIDOS ALIADOS - Numa situação inversa se encontra o atual prefeito Aldivon Nasimento, poucos partidos estarão ao seu lado em 2012. Hoje, oficialmente só tem o PR. O PMDB está em leillão e ninguem sabe para onde vai. O PCdoB sofrerá mudanças radicais, inclusive sua direção local. O PSB de Adalberto abre um leque de conversas em  outras tendencias difrentes do prefeito. O PV segue em faixa própria e de diálogo com o PT. O PDT depois da pifia votação de seus candidatos será sucumbido. Todos estes partidos, PR, PSB,  PDT, PV, PCdoB e PMDB  formavam uma só aliança e hoje totalmente desfeita.

Um comentário:

Anônimo disse...

Para os partidos tidos como pequenos a pior opção será aliar-se com o PR, pois servirão apenas como buchas para os 05 vereadores do PR atualmente em atividade na câmara. O DEM (único partido tido realmente como de oposição do município) na próxima eleição certamente elegerá 01 ou 02 vereadores, subtraindo vagas do PR ou do PMDB. O PV, dependendo do leque de alianças que fizer, lutará para manter a única vaga que tem. Portanto,o prefeito manterá a política de lançar diversos candidatos na zona rural para pulverizar os votos e manter a hegemonia dos atuais vereadores. Quem perde com isso são as comunidades de Juremal e Velame que já não possuem mais representantes na Câmara municipal, pois seus candidatos locais acreditam nas promessas de apoio do prefeito e servem mais uma vez de buchas para os interesses municipais.

Últimas postagens

 

Follow by Email