terça-feira, 26 de outubro de 2010

Câmara

Edson e Sirleia se unem para escolha da Mesa Diretora
PRESIDÊNCIA MOTIVA VEREADORES PARA ESCOLHA
De posse do poder para realizar as eleições da mesa diretora até o  dia 02 de Dezembro, Marcos Churrasco (PR), deixa seus pares na espreita e a qualquer momento deve surgir uma ou mais chapas com o interesse de concorrer ao pleito de sua sucessão. 
Para o prefeito será uma questão de honra o PR eleger novamente a mesa diretora. No seu gosto desponta o vereador do PR, Adauto Neto, que tem ganhado a inteira confiança nessa batalha de guerra entre o prefeito e o ex-prefeito Gilson Professor. Adauto foi eleito com a ajuda de Geilson Medeiros e se indispôs com o mesmo para optar pelo prefeito Aldivon Nascimento. Sua decisão o fez ganhar a confiança da dupla Isoares e Aldivon, por isso, deve ser o candidato de fato e de direito do prefeito.

O PMDB SOBRA NA OPÇÃO PARA A MESA - Embora seja um grande sonho para  o partido mais uma vez galgar seu espaço na Câmara, não tem sido fácil convencer Aldivon à apoiar o PMDB. Nomes como Divanise Oliveira sonha em tomar conta do legislativo e por si conta com um voto, o do colega Flávio Matias. Já a ex-dirigente do partido e ex-presidente da casa, Ritinha Bezerra já ventilou a hipótese de sair na luta, mas, não atrai seus colegas de bancada, Sirléia e a própria Divanise. Ritinha deve se manter na neutralidade e se diz independente na questão  eleição da mesa. Devendo surpreender sua decisão final.

MARQUINHOS NÃO ADMITE PERDER A PRESIDENCIA - Talvez seja o único com a possibilidade menor de ganhar a eleição. Não tem apoio do PR, tem se mantido só e isolado, sua atuação perante os colegas é de distancia. Aposta em cooptar pelo menos um voto do lado do prefeito ou assegurar apoio com a oposição que tem um nome na disputa, Nerivan Cláudio. A oposição se divide entre Marquinhos e Nerivan, caso um dos candidato consiga atrair um voto poderá vencer. Tudo é uma questão de estratégia.

PV SE UNE COM SIRLEIA DO PMDB PARA OPTAR POR MELHOR CAMINHO - Na opinião dos edis Edson Barbosa e Sirléia Lopes a Câmara precisa de independencia e respeito. Não pode e nem deve ser uma extensão do gabinete do prefeito. Hoje,  o legislativo vive um drama com a briga entre o presidente e o executivo. Interesses alheios emperram os trabalhos dos vereadores e as questões e ordens pessoais estão acima do interesse da Câmara. Para isso, defendem uma Câmara com organização, atenta e transparente. Suas leis, suas lutas devem estar acima de tudo. 
Nesse contexto, podemos avaliar que o legislativo tem que melhorar sua cara e seus conceitos. A participação popular com a tribuna livre, sessões nas comunidades, reforma em seus regimento, melhorar a Lei organica, ser  atuante e se aproximar do povo. Quem se adequar a este perfil com certeza terá mais chances no embate. A Cãmara é do povo, é dos vereadores.

Nenhum comentário:

Últimas postagens

 

Follow by Email